MORTE DE SULLI ACIONA NOVAMENTE O ALERTA DA DEPRESSÃO ENTRE OS ARTISTAS SUL-COREANOS



[ATENÇÃO! Notícias como essa abalam a todos, o artigo a seguir trata de um assunto delicado, por isso se você está passando por um momento difícil e precisa conversar com alguém, não hesite em pedir ajuda, ligue no 188, linha de prevenção ao suicídio da CVV.] 

Novamente a depressão apagou mais uma estrela do K-pop, a ex- f(x) e atriz, Sulli, 25 anos, foi encontrada  morta pelo seu agente em sua residência na cidade de Seongnam, nos arredores de Seul, por volta das 15h20 (horário local da Coréia do Sul) no último dia 14/10, algumas horas mais tarde a SM, ex-agência de Sulli, divulgou uma nota lamentando o ocorrido e informando que as atividades dos grupos estão temporariamente suspensas em respeito ao falecimento da artista.

Sulli falava abertamente que sofria de crise do pânico e depressão, e nos últimos dias, alguns fãs afirmam que a cantora estava sofrendo ataques de haters na internet. A morte de Sulli, chama novamente a atenção para a questão da depressão no meio do entretenimento sul-coreano, a doença já levou a morte vários artistas, como por exemplo, Kim Jonghyun ex- membro do Shinee e colega de agência da artista, e outros que já confirmaram sofrer desse problema. 

E novamente, com essa tragédia esses questionamentos reaparecem na minha cabeça: Como as agências costumam tratar artistas que sofrem com problemas psicológicos, existe algum apoio? E em relação aos haters, e a pressão do público? Por que novamente isso aconteceu com tantos outros infelizes exemplos que nós já tivemos?

Para quem ainda não sabe, ou começou a conhecer o mundo do k-pop agora, aqui vai uma breve explicação de como é o processo de formação de um de um grupo/artista antes de debutar:

Existe um processo que leva anos, quando uma pessoa quer ser famosa nas indústria de entretenimento asiática, na maioria dos casos, ela começa a ser preparada muito cedo, geralmente os trainees ficam em alojamentos nas agências longe da família e vivem rotinas intensas de treinamento, e não é raro também, após anos de preparação as agência simplesmente concluírem que os trainees não são bons o suficiente e eles acabam sendo dispensados. Ou seja, pressão psicológica e física é presente desde o início. Quando um artista debuta vem outra onda de pressão, o público. 

Na Coréia do Sul, um idol tem que ser um "exemplo de perfeição" aos olhos de todos, infelizmente atender a padrões altíssimos, e vamos combinar, somos humanos perfeição não existe! Uma escorregada para um famoso de lá pode significar o fim de toda uma carreira. É claro que na questão das agências e trainees não podemos generalizar, até por que, muitas empresas tem auxilio de psicólogos, permitem que os artistas passem algum tempo com a família durante o treinamento, mas infelizmente, como em vários lugares no mundo existem lugares que só pensam em lucro e não ligam para o bem- estar dos artistas. 

Que fique claro que esse texto não é uma tentativa de achar um culpado, justificativa ou  tentar amenizar uma tragédia, que pode não pode sobre hipótese alguma ser diminuída. Esse é mais um alerta sobre algo que infelizmente, mais uma vez, custou a vida de mais uma jovem talentosa!

Depressão é algo muito sério esses artistas precisam de um suporte psicológico total, sei que muitas agências oferecem esse apoio, e também que muitas outras estão focadas apenas em resultados surreais. Como fã, morando literalmente do outro lado do mundo, eu também sei que não há muito o que fazer além de lamentar. Mas como produtora de conteúdo e tendo esse canal para falar com vocês eu acredito que possa ser uma forma de chamar a atenção para algo perigosamente significativo, não somente para os artistas da Coréia do Sul, mas também para pessoas que estão ao nosso redor. 

Aos artistas o que podemos fazer como fã é sempre demonstrar o nosso apoio e carinho da melhor forma possível, se você não fala coreano, inglês, que seja, demonstre o seu amor através de um emoji bonitinho, às vezes aquele emoji chega até ele e vira  motivo de um sorriso, e um sentimento bom no meio do dia. E pra quem está a sua volta sempre esteja por perto, ofereça um ombro, uma palavra amiga, isso pode fazer toda a diferença.

Sobre os ataques que Sulli vinha sofrendo nos últimos dias, para uma pessoa pública e com depressão, esse tipo de coisa em quase todas às vezes, empurram a pessoa, que já está sofrendo, ainda mais para a escuridão, e do que vale isso? Destruir a vida de outra pessoa? Se você não gosta de alguém apenas ignore, oferecer ódio gratuito não leva ninguém a lugar nenhum.

A todos nós fãs da Sulli, do f(x), fãs de k-pop aqui fica os sentimentos da equipe do Annyeong Brasil! 
Que a Sulli encontre a paz que ela não teve aqui!🌹

Nenhum comentário

Pericles F Pellegrini. Tecnologia do Blogger.