BATE PAPO COM O RAPPER SAMUKERA: HISTÓRIAS, PROJETOS E "SHOW ME THE MONEY"


No final do mês de fevereiro, a Naty (uma das redatoras do site) me chamou no whatsapp e falou sobre o primeiro rapper descendente de coreanos dentro do cenário do rap nacional, o "Samukera". Empolgada, disse que queria entrevistá-lo e preparar um conteúdo diferente para o Annyeong Brasil.

Confesso, não entendo muito de rap e conheço poucos artistas desse cenário musical, mas fiquei curiosa sobre quem seria Samukera. Logo, comecei as minhas pesquisas e fui me surpreendendo com o que achava pela internet: primeiro pelo instagram, youtube e depois facebook. Até o dia em que o conheci pessoalmente.


"KIMCHI MADE IN BRASIL"



Marcamos nosso bate papo em uma sorveteria no Bom Retiro, tradicional bairro de São Paulo, famoso por seu comércio e por ser um "reduto" oriental. E eu não sabia o que esperar. Sentado em uma mesa ao canto sozinho, imaginei que o rapaz com dreads no cabelo e cheio de estilo fosse o meu entrevistado (tentei lembrar das fotos do instagram! hahaha).

Decidi me aproximar, soltando um "- Samukera?" tímido, obtendo como resposta um largo sorriso confortador. Aos poucos, a timidez foi deixada de lado e em poucos minutos começamos a falar sobre a música, a sua história e os seus projetos. 

Tentei deixar de lado o que já havia lido sobre ele e seus trabalhos pela internet, pois eu queria conhecer o real Samukera. Não queria saber dos seus trabalhos pelos outros. Queria saber a percepção dele sobre tudo.

Em meio a risadas e com um bom humor contagiante, o rapper contou sobre como iniciou na música e que não era o primeiro músico da família. Cheio de talentos, Samukera toca violino, aprendeu a tocar piano quando criança e até dançou break. 

Seu primeiro contato com a música foi através da sua mãe, responsável por lhe apresentar a música clássica. Depois, ouviu Kpop dos anos 90 por causa dos irmãos mais velhos.  A música coreana sempre esteve presente em sua vida. Foi através do Kpop que ouviu pela primeira vez rap e se envolveu pelo break, decido a aprender a dançar.

Foi nessa época que aprendeu o que era música, hip hop e rap. Além de artistas internacionais, Samukera tem também como influências Racionais Mc'sSabotage.


"PARA OS BRASILEIROS, EU SEMPRE SEREI UM ESTRANGEIRO. MAS PARA OS COREANOS, EU SEMPRE SEREI UM BRASILEIRO."

Hoje, Samukera tem como inspiração a sua história de vida e o seu próprio diário. 
"Eu olho para o meu passado e vejo que aconteceu, de bom ou ruim." respondeu. Quando perguntei o que foi mais difícil no seu passado, o rapper completou "A falta de identidade. Toda criança que não segue os padrões ocidentais fica confusa sobre quem é realmente. Sou brasileiro, mas nasci com os olhos puxados, então queria andar com os amigos coreanos por me sentir coreano de algum forma (aparência física). Mas o modo de pensar já era mais parecido com o jeito brasileiro."

Para ele, embora já tenha outra visão mais madura, ainda há entre os mais jovens a ideologia de que não são aceitos em lugar algum e que "coreanos andam com coreanos, brasileiros com brasileiros". Samukera diz que a sociedade precisa parar: "Brasil não é preto e branco, é multicolor" .



"O RAP É PARA TODOS. DIFERENTES CENAS, GOSTOS. LITERALMENTE PARA TODOS."

Esse mês, Samukera retorna à Coréia do Sul para focar em seu mais recente disco. O rapper pretende trabalhar na produção de novas músicas, assim como novas parcerias musicais. Aproveitando a estadia por lá, pretende se inscrever no reality show coreano "Show Me The Money", transmitido pela emissora Mnet.

Caso consiga participar do programa, acredita que o seu maior desafio será cantar 100% em inglês e coreano. Embora saiba cantar em coreano, não tem o costume (por escolha própria) já que prefere cantar em português por morar no Brasil. 

Samukera está encarando essa aventura sozinho, já que sua família permanecerá no Brasil. E disse que, aos 27 anos, não deve embaçar mais para não perder o pique. Quando voltar, pretende lançar o seu disco, mas adianta que lançará faixa por faixa e que em breve teremos novidades. 


Triste por não podermos prolongar mais o divertido bate papo, perguntei sobre que conselho teria para passar aos mais novos. Ele disse: 

"Essa estrada terá muita lombada e muito buraco, até o seu tapete ficar liso. Então aguenta o tranco. Aguenta o tranco porque vai zoar o motor várias vezes. Tem que vir de você a felicidade."


Samukera, nós do Annyeong Brasil desejamos a você todo o sucesso do mundo. Foi um prazer conhecê-lo e queremos que saiba que estamos torcendo por você! Voe alto e longe! 


Para quem quiser acompanhar o rapper nas redes sociais, fique ligado:

Instagram - @samukeraoficial
Youtube - youtube.com/samukeralb
Facebook -  www.facebook.com/Samukera


Até mais! :)


Texto por Bruna Canivello

Nenhum comentário

Pericles F Pellegrini. Tecnologia do Blogger.