HAN HYUN MIN FALA SOBRE DISCRIMINAÇÃO E O CRESCIMENTO DA SUA POPULARIDADE NA CORÉIA



Han Hyun Min é o primeiro modelo afro-coreano a desfilar nas passarelas do país, ele nasceu na Coréia do Sul e é filho de uma coreana com um nigeriano.

Apesar de ser conhecido no cenário fashion internacional foi apenas de uns meses pra cá que a popularidade de Hyun Min começou a crescer em seu país natal e em 2017 ele foi escolhido como um dos maiores influenciadores juvenis pela TIME Magazine e na entrevista que ele cedeu para a revista Han Hyun Min falou sobre sua infância, e como ele foi discriminado ser diferente, o modelo disse: "Eu era motivo de chacota para muitos, mas independente do que acontecia minha mãe sempre me confortava e dizia que eu era uma criança especial, as palavras dela se tornaram uma fonte de força para mim.''

Ele continuou dizendo, ''Eu não fico remoendo o passado, mas existe momentos, ainda hoje, em que eu percebo os olhares de discriminação por causa da minha aparência, isso ainda me machuca.''

Apesar de infelizmente ainda sofrer com esse tipo de atitude, Han Hyun Min está aproveitando sua popularidade entre a maioria dos sul-coreanos, ele comentou "Uma vez eu estava em Londres e Nova Iorque, então os locais vieram até mim e disseram 'Você é o Han Hyun Min?!' Foi fascinante ver pessoas de outros países me reconhecendo.''



Atualmente Han Hyun Min é aluno do ensino médio e ele revelou que sua matéria favorita é educação física e que ele gosta de aliviar o estresse jogando na internet. Quando foi perguntado qual o tipo ideal de Hyun Min ele disse, ''Não importa o quão bonita ela seja, se as nossas personalidades não baterem eu não me interesso, gosto de pessoas com que eu possa ter uma boa conversa, gosto de pessoas divertidas.''

O modelo também comentou sobre sua recente aparição no programa da JTBC ''Ask Us Anything'' ele revelou, ''Eu estava com uma agenda internacional bem cheia, mas quando me disseram que o 'Ask Us Anything' queria que eu fizesse uma participação eu mudei toda a minha agenda na hora e voltei correndo pra Coréia. Eu lembro que eu me senti um pouco nervoso eu queria fazer uma boa participação já que é um programa que eu gosto muito, ainda bem que eu me saí bem, e também a equipe fez um ótimo trabalho de edição.''



(fonte 1)

Nenhum comentário

Pericles F Pellegrini. Tecnologia do Blogger.