[COMO EU FUI PARA A CORÉIA] PARTE 1


Há tempos venho com a ideia de escrever sobre a minha viagem para a Coréia do Sul em Novembro/Dezembro do ano passado (2016, se você estiver lendo esse post daqui a alguns anos). A proposta é falar sobre todo o planejamento, compartilhar dicas que considero importantes, falar sobre o que é diferente e o que é igual aos doramas... contar coisas que que me surpreenderam tanto positivamente, quanto negativamente sobre esse país tão rico de cultura! Como tenho muita coisa para contar, irei dividir esse "diário" em vários posts (não sei quantos ainda), para que não fique cansativo. Afinal, foram 15 dias intensamente vividos na terrinha do Lee Min Ho e dos idols que tanto gostamos! 

O primeiro post será sobre... O PLANEJAMENTO!

1) Orçamento:

Como sabemos, nossa moeda não anda lá muito valorizada perante ao dólar e na época em que eu comecei a planejar a viagem ~ final de 2015 ~, o dólar chegou a custar R$4,50 ($1)! Imagina o desespero da pessoa?! Por ter 1 ano pela frente, respirei fundo e comecei a acompanhar o dólar diariamente (essa dica é muito importante! Cote o dólar em vários lugares: casa de câmbio, bancos, etc). Mas por quê começar pelo dólar o planejamento?! Porque tudo o que você precisará fazer para iniciar os preparativos da sua viagem dependerá do seu orçamento e o seu orçamento dependerá do dólar! Tudo o que você pode imaginar tem influência do dólar: passagem área, hotel, hostel, guesthouse, seguro viagem...
De que adianta você separar R$5.000 se em dólar isso chega a um pouco mais de que U$1.000 para serem bem usados em 20 dias? Estamos em crise, meu povo! Sempre que pudermos economizar, mesmo que centavos (que num montante dá uma boa diferença!), devemos fazer isso! 
Então, leve em consideração o valor que você terá em DÓLARES para decidir quantos dias ficar, em quais passeios poderá ir, em qual hotel/hostel/Guesthouse se hospedará, e por aí vai. 
Mas por que em dólar e não WON, que é a moeda do país pra onde você vai? Porque o WON tem um valor bem próximo ao dólar, passagens e hotéis são cotados em dólar (como falei acima e repito) e fica mais fácil para calcular. Aplicativos online de cotações/conversões de moedas são super indicados!!!! 


2) O que você deseja fazer durante a sua viagem e o que o seu orçamento irá permitir fazer:

Depois de ter uma ideia de quantos dólares você conseguirá juntar, aconselho a fazer uma planilha com todos os lugares que deseja conhecer e o custo para isso. No meu caso, com a ajuda de aplicativos como o ROME2RIO, eu conseguia calcular até quanto eu iria gastar para chegar de um ponto ao outro! Então eu anotava assim, por exemplo:

N Seoul Tower - DADOS
Horário de Funcionamento: Todos os dias das 10:00 ás 22:30
Duração do Passeio: 180 á 300 minutos
Valor da Entrada: $ 10 por pessoa 
Valor Médio Total : $ 20 (entradas) + $ 50 (Compras + taxi) = $ 70

Como viajei com o meu marido, todo o orçamento era planejado para duas pessoas. Os valores estipulados acima eram apenas uma média (mais pra cima do que realmente planejávamos gastar), para que tivéssemos uma ideia do quanto iriamos gastar ao total da viagem e se isso caberia no nosso orçamento. Já calculávamos em dólar! É claro que o passeio não custou tudo isso, mas falo sobre os valores reais de cada coisa/passeio num próximo post... 

Em 15 dias de viagem, foram muitos lugares visitados! Mesmo os que não tinham um custo de entrada cobrado como a N Seoul Tower, nós anotávamos o custo de transporte e compras (não necessariamente compras de bugigangas! Em compras, colocávamos gastos com alimentação, afinal, precisávamos comprar as bebidas e algo para comer! Hahaha). Exemplo:

Dongdaemun Gate - DADOS
Horário de Funcionamento: Todos os dias das 09:00 ás 20:00
Duração do Passeio: 20 á 60 minutos
Valor da Entrada: Grátis
Valor Médio Total : Grátis + $ 30 (Compras + transporte) = $ 30 




3) Onde ficar: 

Após ter uma ideia de todos os lugares que você conhecer, é hora de escolher o melhor lugar para ficar! Pelo menos, nessa ordem eu achei mais fácil de programar a minha viagem. Foi com base onde a maioria dos passeios ficavam próximos que comecei a escolher em qual bairro eu queria ficar; 
Novamente, levando em consideração o seu orçamento, escolha o que cabe no seu bolso: um hotel, um hostel, uma guesthouse... Se você optar por menos luxo em questão de acomodação, como uma guesthouse por exemplo, você consegue caprichar um pouco mais na localização. O que é mais barato: um hotel em Gangnam ou um hostel/guesthouse no mesmo lugar? Se você não pegar nenhuma promoção maluca, é óbvio que a 2ª opção sairá mais em conta. Geralmente hostels e guesthouses são excelente opções pra quem não se importa com luxo (e nem por isso passa sufoco!)!


4) Aeroporto e passagens:

Sabendo o lugar que você irá ou pelo menos deseja ficar, você consegue cotar passagens em aeroportos mais próximos (entre o Gimpo e o Incheon)! No meu caso, fui pelo aeroporto que tivesse passagens mais em conta mesmo... mesmo que ficasse distante do local onde eu ficaria hospedada. E já tendo a ideia de passeios que eu queria fazer, pude optar pela melhor época do ano em que não atrapalhasse os meus planos. Como cheguei no final de novembro, peguei o término do outono e o início do inverno (não tão rigoroso) em dezembro. Já pensou se eu tivesse comprado a passagem para o verão sendo que nos meus planos a maioria dos passeios incluiria neve?! 


5) Documentação:

Como brasileiros não precisam de "visto" para entrar na Coréia do Sul (para quem ficar por até 90 dias no país), basta ter um passaporte válido em mãos - que o carimbo de entrada no país é concedido no momento em que chegar no aeroporto da Coréia e passar pela receita federal. Não conheci (e nem encontrei pela internet) alguém que tenha tido a entrada no país negada (a não ser que você seja alguém procurado pela polícia ou já tenha sido expulso do país anteriormente). Obs.: A validade do passaporte precisa ser maior que o tempo de permanência no país! Ou seja, por exemplo, se o seu retorno da Coréia será dia 20/08/2017, seu passaporte deverá ter a validade até após essa data! Nada de achar que vai conseguir viajar se seu passaporte terá vencimento em 19/08/2017! 


Por enquanto é isso...
Nesse primeiro post falamos mais sobre planejamento mesmo, sobre pesquisas e cotações... E ele será responsável por uma viagem mais tranquila para o seu bolso! Não é necessário seguir essa ordem de passos, mas foi assim que deu certo comigo. 
No próximo post, falarei sobre a escolha do voo, da companhia aérea e da hospedagem que escolhi! Com direito a fotos do avião e até do quarto onde fiquei! Hahaha...

Espero que isso tenha ajudado a "clarear" a mente quanto a por onde começar a planejar a viagem dos sonhos! Até a próxima, pessoal! :))


Nenhum comentário

Pericles F Pellegrini. Tecnologia do Blogger.