EX-IDOL DE KPOP É CONDENADO POR ASSÉDIO SEXUAL


Um ex-membro de um boygroup teve sua condenação confirmada por um crime sexual cometido enquanto menor de idade.

O Supremo Tribunal de Seul apoiou a pena de 18 meses de prisão para o ex-membro do TopSecret Lee Kyeong-ha, agora com 21 anos, em um caso de assédio sexual de 2014, segundo uma agência de notícias local na última segunda-feira (20). A vítima também tinha 16 anos na época.

O julgamento começou em abril de 2017, quando a vítima registrou uma queixa contra Lee, três meses depois de ele debutar em janeiro daquele ano. A mulher primeiro postou alegações no Facebook que, em 2014, Lee Kyeong-ha a forçou a entrar em um prédio e prendeu-a contra uma parede antes de a beijar, tateando e molestando-a.

Os dois se conheceram quando visitaram uma sala de canto separadamente. A menina pediu seu número e eles estavam em seu primeiro encontro quando os supostos avanços sexuais indesejados ocorreram.

Em maio do ano passado, o Tribunal Distrital de Seul do Oeste o considerou culpado, dando-lhe a pena de prisão e ordenando que ele completasse 40 horas de um programa de remediação para criminosos sexuais.

Ele deixou o grupo TopSecret um mês depois.

O tribunal citou por sua decisão, entre outras coisas, mensagens online que mostravam o acusado se desculpando com a vítima e repetidamente prometendo não incomodá-la.

Lee Kyeong-ha ficou famoso por se assemelhar ao ator Kim Go-eun.
O grupo TopSecret ainda está ativo atualmente.


Nenhum comentário

Pericles F Pellegrini. Tecnologia do Blogger.