T.O.P: EQUIPE MÉDICA FAZ ATUALIZAÇÃO SOBRE O ESTADO DE SAÚDE DO CANTOR



No dia 7 de junho às 4 p.m KST, a equipe médica do Ewha Womans University Mokdong Hospital formada pelos professores/doutores Kim Han Soo (chefe e relações públicas), Lee Deok Hee (departamento de emergências), Kim Yong Jae (neurologista), Choi Hee Yeon (saúde mental), responsáveis pelo tratamento do cantor T.O.P, atenderam à uma coletiva de imprensa e atualizaram o público em relação ao estado de saúde do cantor.

Kim Han Soo, iniciou a coletiva explicando em qual circunstância T.O.P chegou ao hospital:
''Ele chegou no dia 06 de junho às 12:34 pm KST. Ele veio carregado por três pessoas, uma pessoa segurando a parte de cima do e outras duas carregando do tronco para baixo''. O médico continuou explicando como foi feito o primeiro diagnóstico. ''Nossos médicos emergencistas o examinaram e descobriram que ele estava em um estado de sono profundo e semiconsciência, as pupilas só contraiam a custo de fortes estímulos. O paciente também apresentava um quadro de pressão bem alta que quase o causou um ataque cardíaco, T.O.P também tinha baixa oxigenação e um nível alto de dióxido de carbono no sangue. Foi constatado o estado crítico, e ele foi  encaminhado para UTI, eàs  4:50 pm KST começou a receber um tratamento intensivo''.


Kim Han Soo continuou sua explicação dizendo que T.O.P foi submetido a um exame de urina que concluiu que o cantor estava sofrendo de uma crise respiratória severa devido à overdose de tranquilizantes. Por conta dos problemas respiratórios a equipe concluiu que seria necessário a entubação do cantor para que os níveis de dióxido de carbono no sangue fossem controlados. ''Nós conseguimos controlar o nível de dióxido de carbono no sangue, porém ele segue em um estado severo de letargia''. (Letargia é um estado de profunda e prolongada inconsciência, semelhante ao sono profundo, a pessoa pode ser acordada mas volta à dormir em seguida). 

Continuando com a entrevista o médico disse: ''Nós tomamos a decisão de que o paciente precisaria de tratamento neurológico e mental, devido a falta de oxigênio no cérebro, então  das 11 a.m às 3 p.m KST a equipe de neurologia e saúde mental o consultaram e conseguiram pequenos resultados positivos. Uma vez que as condições do paciente melhorarem ele será submetido a tratamentos de saúde mental''.

Kim Yong Jae, outro membro da equipe, explicou: ''Durante o tratamento foram feitos fortes estímulos que fizeram com que  T.O.P fosse capaz de abrir os olhos, porém ele estava incapaz de se concentrar. Existem quadros onde a privação de oxigênio pode gerar danos cerebrais, mas nós acreditamos que esse não é o caso desse paciente''.

Profª Lee Deok Hee explicou quais serão os próximos passos no tratamento do cantor:
''Por hora, não somos capazes de determinar a quantidade exata de medicação ingerida, o tempo de recuperação depende, muito da idade do paciente também, porém não temos certeza de quanto tempo pode levar. Existe casos de pacientes que apresentam melhoras significativas em aproximadamente uma semana''. E reforçou, '' O foco principal agora é cuidar da saúde mental do cantor''.

A YG Entertainment e a polícia local divulgaram notas oficiais sobre as condições de T.O.P, porém a equipe médica tomou a decisão de atender à imprensa para que não haja desentendimentos, e conflitos entre as informações da agência, da polícia e da família do cantor.

(Informações atualizadas às 18:10 horário de Brasília/ 4p.m KST do dia 07 de junho).

Nenhum comentário

Pericles F Pellegrini. Tecnologia do Blogger.